Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cronicas de uma pseudo adulta

Cronicas de uma pseudo adulta

Sou um floco de neve especial

Pseudo-adulta, 11.08.20

Fui a uma entrevista de emprego, ao inicio estava nervosa, o senhor nunca mais chegava, e quando chegou? Bem quando chegou eu ja não estava em modo entrevista porque achava que não ia acontecer. 

Endireitei-me na cadeira liguei a camara e o microfone e pronto, comecei a entrevista. Foi a mais longa que tive ate hoje, e foi na qual mais porcaria disse. 

Ja tinha o filtro desligado, não tinha dormido a folga, então... ufff então disse perolas como:

"...o rapaz estava a fumar uma e..."; 

"... rebentava-lhe o codigo...";

"... esta porra...".

Por cada calinada que dava so me apetecia cavar um buraco... O que me tornava mais propensa a dar mais... Foi ridiculo...

O senhor ria-se e procurava novas perguntas para me fazer porque lhe dei cabo do follow up algumas vezes. Foi tão mau... 

Ainda por cima a proposta era bastante interessante... Estou condenada... Ninguem me vai contractar.

5 comentários

Comentar post